BANDAGEM FUNCIONAL II

Salve galera que acompanha o Blog.

Voltei pra falar sobre o projeto da nossa querida Fabíola, aluna do curso de fisioterapia da UFSCar e que está desenvolvendo um projeto, o qual já foi comentado aqui, que visa limitar a execução de certos movimentos que causam a dor, utilizando esparadrapos.

Após a resolução de várias adversidades, o projeto começou a ser desenvolvido. Mas ganhou proporções maiores que o esperado e acabou por se atrasar, não conseguindo assim ser iniciado no semestre que se finda.

A coleta, ou seja, os testes para saber as condições dos voluntariados ocorrerão no início do segundo semestre.

Também fazendo parte do projeto, faz necessário saber:

- Qual o número de membros que estão, atualmente, participando ativamente do time (treinos).

- Quantas pessoas do time, independente de terem se voluntariado ou não, já sofreram ou sofrem de alguma lesão ou dor no ombro.

Fica então a informação sobre um assunto que deve interessar a muita gente no time, já que a maiora do pessoal é bem quebrada.

Brincadeiras à parte.

cya people!

4 Responses to “BANDAGEM FUNCIONAL II”


  • 승기, 너무 귀엽지 않아요?? ㅎㅎ작년에 한국에 있을 때 즐겨보던 TV 프로 중에 하나에요. 1박 2일!!다음 주에 같이 이 노래 불러 볼까요??No es chulo SeungKi?? jeje..El af1o pasado, cdnuao estuve en Corea ese programa es uno de mis favoritos de tele. 1bak 2il..!!Que9 les parece que cantemos esa cancif3n el se1bado que viene??

  • Corona.Semana que vem a coisa vai ferver.Uma Bomba vai cair no colo dauqlee ser de 9 dedos e do coveiro Carvalho.Meu hunter dos poroes e corredores da fetida casa da mae joana conficenciou:Lula esta ate fumando 15 cigarretes com filtro e bebendo segundo espiao infiltrado, contrariando aos xingoes,.. a Muda marisa e seu medico de plantao e enfermeira de confiane7a.A BOMBA.Lula e seu coveiro,serao obrigados a prestar depoimentos…Valerio vai dar o servie7o pois foi ameae7ado de novo, nao somente ele mais familiares.O promotor Roberto Wider, response1vel pela promotoria criminal de Santo Andre9, para quem um novo depoimento de Vale9rio pode ajudar a ligar pontas soltas , refore7ar provas e responder perguntas em diversas investigae7f5es que foram conduzidas pelo Ministe9rio Pfablico na esteira da morte de Celso Daniel.Os fantasmas insepultos do PT rondam BRASILIA e J Dirceu(o possivel,… brae7o mandante.) Queremos saber que tipo de chantagem era essa. Por que eles pagariam pelo sileancio? , pergunta Wider.Vale9rio nunca foi ouvido pelos promotores de Santo Andre9. Em 2006, o Ministe9rio Pfablico fez uma tentativa, mas o depoimento nunca ocorreu porque o ex-ministro Jose9 Dirceu, que tambe9m havia sido intimado, entrou com uma liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir os depoimentos.O porque disso, do ex ministro, a quem ele tenta ocultar?Agora, segundo o Ministe9rio Pfablico, grae7as ao que foi revelado por Vale9rio nos faltimos dias, a promotoria afirma que pode trabalhar com a hipf3tese de que os anfancios eram uma forma de camuflar o pagamento da chantagem feita por Pinto o que pode dar um novo empurre3o em uma eventual ae7e3o por crime de lavagem de dinheiro. A promotoria je1 havia tentado oferecer uma denfancia por lavagem de dinheiro em 2005, mas as investigae7f5es nunca avane7aram. He1 tambe9m a possibilidade do oferecimento de uma denfancia por crime de extorse3o contra o PT e Gilberto Carvalho, caso a histf3ria de chantagem proceda. Queremos saber que tipo de chantagem era essa. Por que eles pagariam pelo sileancio? , pergunta Wider. Nesta semana, o procurador-geral de Justie7a de Se3o Paulo, Me1rcio Elias Rosa, fez uma consulta formal e0 Procuradoria-Geral da Repfablica para receber detalhes do depoimento do operador do mensale3o e avaliar se os promotores de Santo Andre9 podem convoce1-lo para falar sobre Santo Andre9. Resta saber quais seriam os novos segredos que Vale9rio guarda.Gaggo Ctba direto do ninho e sgto tainha seu fiel scudeiro,..na retaguarda.

  • O QUE VI NOS GRAMADOSQuando era criane7a e fui levado pela piiremra vez a um campo de futebol por um tio alvirrubro, foi impossedvel descrever minha emoe7e3o ainda criane7a, ate9 hoje e9. Entrei em campo muitas vezes com meu time de corae7e3o, O Clube Ne1utico Capibaribe.Fiz muitos amigos nas arquibancadas, comemorei vitf3rias e chorei derrotas com desconhecidos que parecia conhecer a muitos anos.Naquela e9poca lembro bem, as bandeiras e charangas, as cane7f5es e as camisas de seus clubes eram as fanicas armas que um torcedor levava aos este1dios. Comi muita coxinha de aque1rio e o famoso cachorro quente “Comeu Morreu”. Vivi os tempos do “Balane7a, mas ne3o cai” no Este1dio dos Aflitos, o crescimento do Este1dio do Arruda no seu anel superior, a expanse3o da Ilha do Retiro.Assisti a muitos jogos dividindo arquibancada com amigos e torcedores de outros clubes sem agressf5es, o respeito e o cuidado com o ser humano era maior, torcedores de clubes diferentes dividiam o mesmo carro, pegavam o mesmo f4nibus, entravam muitas vezes pelo mesmo porte3o e se dividiam nas arquibancadas se assim quisessem.Vi que o campo de futebol ne3o era sf3 um lugar de diverse3o, aprendi que era tambe9m um lugar de tolere2ncia, de solidariedade e amizade. Vi torcedores deixando de assistir o jogo para tentar encontrar os pais de uma criane7a perdida, torcedores procurando donos de documentos perdidos nas arquibancadas, torcedores aplaudindo gol de placa do adverse1rio. Vi rico e pobre, negro e banco, homem e mulher, adulto e criane7a dividindo a mesma paixe3o, vivendo a mesma emoe7e3o no mesmo momento. Vi pessoas mostrando o que tinham de melhor. Isso e9 muito mais que sf3 diverse3o.Adoro futebol e amo meu time de corae7e3o, me recuso a entregar essa paixe3o nas me3os de quem quer acabar com o que eu vivi nos campos ou privar futuras gerae7f5es dessa experieancia.Nunca fiz, tive vontade ou faria parte de nenhuma torcida organizada, mas acho que acabar com elas ne3o acaba a violeancia, mas penaliza as pessoas de bem que tambe9m fazem parte delas, que amam seus clubes e querem participar mais de perto em viagens ou movimentar suas sedes. Seria o mesmo que acabar um partido poledtico porque existem alguns “ladrf5es” filiados. Tomemos a decise3o e tenhamos coragem pra enfrentar os bandidos.Estamos tomando medidas erradas e sem efice1cia he1 muito tempo, proibimos venda de bebidas alcof3licas (que na copa do mundo sere1 permitida) nos este1dios, mas a 5 metros dele pode, uma faixa colocada nas arquibancadas passa a ser proibida, a poledcia prende os perturbadores e arruaceiros todos os dias de jogo e logo apf3s os libera para que continuem no prf3ximo. Contamos centenas de f4nibus e telefones pfablicos quebrados, tornou-se normal os arrastf5es e brigas em ruas e avenidas da cidade.Nf3s, mesmo quando queremos atabalhoadamente, resolver o problema acabamos criando o ambiente de guerra quando separamos pessoas por grades ou escoltamos os grupos pelas ruas, acho que o recado que passamos e9 de intolere2ncia, estamos dizendo que os grupos se3o inimigos, e acabamos fazendo o jogo dos maus elementos. Acho que tinha que ser o contre1rio, tednhamos que fore7ar o convedvio e punir com o rigor das leis existentes os transgressores. O que e9 preciso acontecer pra enfrentarmos o problema? Sere1 que proibir ou tratar todos como marginais simplesmente e9 a solue7e3o? Nunca mais vou poder ir a campo assistir um jogo sentado ao lado do meu cunhado tricolor ou com meu primo e minha mulher rubro negra? Serei obrigado o resto da vida a me separar dos diferentes de mim por conta das cores do meu time?Ne3o posso concordar com isso, mas posso sugerir e dar minha modesta opinie3o.E se fizermos o seguinte:1.Torcedor que depredar as instalae7f5es de clubes adverse1rios sere1 obrigado a pagar o conserto e durante um determinado tempo sere1 obrigado a prestar servie7os de manutene7e3o no clube prejudicado. (pintar arquibancada, limpar banheiro, varrer a sede social, etc ).2.As torcidas organizadas seriam response1veis com o auxedlio e supervise3o da Poledcia Militar de Pernambuco em receber as torcidas rivais nos seus este1dios, e responsabilizadas na forma da lei por atos de violeancia.3.Torcedor que praticar atos de vandalismo ou agresse3o fora dos este1dios seria proibido de frequentar jogos por determinado tempo e obrigado a se apresentar a Poledcia no este1dio de outro clube no hore1rio de jogos do seu time e/ou punido na forma da lei existente.4.Torcidas organizadas seriam obrigadas a uma vez por meas promover em conjunto (as treas juntas e no mesmo local) programas de educae7e3o/reeducae7e3o, supervisionado pela Secretaria de Esportes e/ou Federae7e3o Pernambucana de Futebol e/ou Poledcia Militar de Pernambuco e/ou Secretaria de Defesa Social, para o torcedor que je1 praticou esses atos. E campanhas de prevene7e3o e0 violeancia nos este1dios.5.Os clubes seriam tambe9m response1veis pelo monitoramento dessas torcidas em suas instalae7f5es (caso existam) e em dias de jogos. Manter atualizado o cadastro desses torcedores. Tambe9m seriam responsabilizados como coautores em caso de delitos praticados por eles caso exista alguma forma de ajuda a essas instituie7f5es.6.Criar nos Este1dios de futebol existentes uma ZONA MISTA, onde torcedores possam assistir juntos aos jogos, sem grades, um local onde parentes e amigos aproveitem suas paixf5es de cores diferentes.Ne3o tenho a pretense3o de resolver o problema, sf3 quero contribuir com a solue7e3o.Nada disso e9 fe1cil, e talvez leve muito tempo, mas atacar o problema usando o exemplo dos bons torcedores talvez seja um caminho.c9 possedvel o convedvio e a solidariedade entre torcedores de clubes diferentes, basta olharem o que aconteceu agora no HEMOPE por conta da violeancia ao torcedor Lucas de 19 anos. Pessoas comuns com camisas de todos os clubes foram doar sangue.No dia a dia, nos seus empregos, torcedores ne3o se matam e nem este3o separados por grades, uma minoria de baderneiros ne3o pode ditar regras nos este1dios.Ne3o sou especialista em segurane7a nem fae7o parte de nenhuma associae7e3o ou torcida organizada. Sou sf3 um cidade3o e torcedor apaixonado por futebol e pelo meu time de corae7e3o.Tricolores e Rubro-Negros, ne3o sou seu inimigo, e0s vezes, sf3 e0s vezes e quando jogamos um contra o outro, e9 que sou seu ADVERSc1RIO.Afinal, isso e9 sf3 um jogo de futebol.Meu nome e9 Roge9rio,42 anos,Pernambucano de Recife,Pai de Cacau e Maria Eduarda,Noivo de Rilma,Apaixonado por futebol e pelo Clube Ne1utico Capibaribe.E sf3 quero ir a campo sem medo de torcer.

  • Caro Pinho Carde3o : Depois daquele joge3o de ontem nem esatva a pensar no outro finalista. Desculpe le1 que lhe diga, mas qual Porto, qual carapue7a. Aquilo ofuscou tudo o que a antiga musa cantava. E, embora tenha pena do “meu” pobre Benfica, a verdade e9 que o Sporting ganhou muito justamente. Alie1s, como tenho um fair play a toda a prova, hoje ate9 vou almoe7ar com uns colegas sportinguistas, na Ordem dos Engenheiros, para os felicitar e para lhes dizer que no dia 18 todos seremos do Sporting.

Leave a Reply